ECLIPSE, FENÔMENO NATURAL

Quando acontece um eclipse num sistema planetário, não precisa ser o Sistema Solar, resguardando as devidas proporções, forma um tipo de maré de sizígia, que é nada mais do que a soma da forças gravitacional dos astros envolvidos. Contudo, o termo eclipse é usado com mais frequência para descrever um eclipse envolvendo o Sol, a Terra e a Lua. O eclipse solar tem esse nome quando o disco lunar oculta o disco solar, ou de eclipse lunar, quando a sombra da Terra é projetada na superfície lunar.
Eclipse solar visto de um avião


Eclipse Solar


Um eclipse solar é um fenômeno que ocorre quando a Lua se interpõe entre a Terra e o Sol, ocultando total ou parcialmente a sua luz numa estreita faixa terrestre. Do ponto de vista de um observador fora da Terra, a coincidência é notada no ponto onde aponta o cone de sombra risca a superfície do nosso planeta.
Há quatro tipos de eclipses solares.
O eclipse solar parcial: somente uma parte do Sol é ocultada pelo disco lunar.
O eclipse solar total: toda a luminosidade do Sol é escondida pela Lua.
O eclipse anular, eclipse anelar ou eclipse em anel: um anel da luminosidade solar pode ser vista ao redor da Lua, o que é provocado pelo fato do vértice do cone de sombra da Lua não estar atingindo a superfície da Terra, o que pode acontecer se a Lua estiver próxima de seu apogeu. Isso é similar à ocorrência do eclipse penumbral da lua.
O eclipse híbrido, quando a curvatura da Terra faz com que o eclipse seja observado como anular em alguns locais e total em outros. O eclipse total é visto nos pontos da superfície terrestre que estão ao longo do caminho do eclipse e estão fisicamente mais próximos à Lua, e podem, assim, serem atingidos pela umbra; outros locais, menos próximos da Lua devido à curvatura da Terra, caem na penumbra da lua, e enxergam um eclipse anular.


Eclipse solar de 21 de Agosto de 2017

.Será um eclipse total visível na América do Norte, na América Central, no Caribe, ao norte da América do Sul e ao oeste da Europa e da África. É o eclipse número 22 na série Saros 145 e terá magnitude 1,0306.
Estou falando de eventos futuros que talvez ocorra nesta data e que as informações poderão mudar.
NASA recomenda que as pessoas que pretendem ver o eclipse deve verificar a autenticidade de segurança de óculos de visualização para garantir que eles atendem aos requisitos básicos de visualização de segurança adequadas.
Mais detalhes do Eclipse clique aqui: NASA

Eclipse Lunar


Eclipse lunar é um fenômeno astronômico que ocorre quando a Lua é ocultada totalmente ou parcialmente pela sombra da Terra, em geral, sendo visível a olho nu. Isto ocorre sempre que o Sol, a Terra e a Lua se encontram próximos ou em perfeito alinhamento, estando a Terra no meio destes outros dois corpos. É como se fosse um eclipse solar porém a Terra encobre a Lua nesse caso. 
Por isso o eclipse lunar só pode ocorrer quando coincidem a fase de Lua cheia e a passagem dela pelo seu nodo orbital. Este último evento também é responsável pelo tipo e duração do eclipse.
O eclipse lunar ocorre sempre durante a fase da Lua cheia pois ela precisa estar atrás da Terra, do ponto de vista de um observador no Sol. Como o plano da órbita da Lua está inclinado 5° em relação ao plano da órbita que a Terra realiza ao redor do Sol, nem todas as fases de Lua cheia levam à ocorrência do eclipse. 
Relação da passagem da Lua pelos seus nodos e a ocorrência de eclipses lunares e solares. 
O eclipse ocorre quando a Lua cheia coincide com a passagem da Lua pelo plano da órbita da Terra. Este ponto onde a órbita da Lua se encontra com o plano da órbita da Terra chama-se nodo orbital.O nodo pode ser classificado como ascendente ou descendente, de acordo com a direção que a Lua cruza o plano.
video
Eclipse Solar, Sul, Lua, Eclipse Planeta terra animação

Eclipse-Lunar
Eclipse Lunar




Postagens mais visitadas deste blog

TERREMOTO DO HAITI EM 2010 E SUAS CONSEQUÊNCIAS

COMO SÃO OS FENÔMENOS NATURAIS EM NOSSO PLANETA

FURAÇÃO MATTHEW 2016 E SUAS CONSEQUÊNCIAS NO HAITI

FENÔMENOS METEOROS