SISMO FENÔMENO NATURAL

Na superfície da Terra, sismos manifestam-se através de tremores e, por vezes, pelo deslocamento do solo. Quando o epicentro de um grande terramoto está localizado no fundo do oceano, ele pode deslocar água o suficiente para causar um tsunami. Os terremotos também podem desencadear deslizamentos de terra e, ocasionalmente, atividade vulcânica. Um sismo de alta intensidade também pode diminuir a rotação do planeta, como, por exemplo, o que ocorreu no Chile em 27 de fevereiro de 2010, que provocou movimento de oito centímetros no eixo de rotação terrestre. O tempo de rotação do planeta pode ter diminuído em cerca de um microssegundo.
Em seu sentido mais geral, a palavra "terremoto" é usada para descrever qualquer evento sísmico - natural ou causado pelo ser humano - que gere ondas sísmicas. Os terremotos são causados ​​principalmente por ruptura de falhas geológicas, mas também por outros eventos, como atividade vulcânica, deslizamentos de terra, explosões de minas e testes nucleares. O ponto de ruptura inicial de um terremoto é chamado seu foco ou hipocentro. O epicentro é o ponto ao nível do solo diretamente acima do hipocentro.
Ondas Sísmicas, as ondas sísmicas são movimentos vibratórios das partículas das rochas que se transmitem segundo superfícies concêntricas devido à libertação súbita de energia no foco sísmico. São ondas que se propagam através da Terra, geralmente como consequência de um sismo, ou devido a uma explosão. Estas ondas são estudadas pelos sismólogos, e medidas por sismógrafos, sismômetros ou geofones. Nos estudos sísmicos de jazidas de petróleo também podem ser utilizados hidrofones.
Falhas Geológicas, é a ruptura ou cisão de um bloco de rochas ou faixas estreitas da superfície que é responsável pelo deslocamento de suas partes. O acúmulo de energia e a eventual liberação desta em zonas de falhas geológicas é um dos fatores responsáveis pela ocorrência dos terremotos. Esse fenômeno geológico surge em função da pressão aplicada por uma força, geralmente as placas tectônicas, em que a pressão exercida excede a capacidade de resistência e plasticidade das camadas rochosas, provocando a sua cisão ou ruptura, podendo gerar também algumas pequenas fraturas em seu entorno.
Hipocentro ou foco sísmico, é o local no interior da Terra onde se inicia a ruptura do material rochoso ocorrendo a libertação de energia sob a forma de ondas sísmicas. Este ponto pode ser localizado quase na superfície, nos casos onde a atividade sísmica é resultante de vulcanismo. Os hipocentros mais profundos foram registados a cerca de 700 km de profundidade, associados à zona de subducção do oeste da América do Sul. Uma vez que a energia que causa um terramoto resulta da ruptura frágil ou semi-frágil da crosta terrestre, a profundidade do hipocentro está limitada à zona mais superficial, onde a crosta é frágil (por oposição ao manto que tem características.

Fonte de pesquisa:





Postagens mais visitadas deste blog

TERREMOTO DO HAITI EM 2010 E SUAS CONSEQUÊNCIAS

COMO SÃO OS FENÔMENOS NATURAIS EM NOSSO PLANETA

FURAÇÃO MATTHEW 2016 E SUAS CONSEQUÊNCIAS NO HAITI

FENÔMENOS METEOROS